Dr. José L.M. e Souza - CRM 2342 -

Cirurgia Geral - RQE 10.172

Centro Cirúrgico

 

Como a ingestão de água propicia maior emagrecimento se sempre soube que não devemos tomar água com os alimentos que vira “lavagem”? Isto está correto?

 

 

Perfeitamente correto esta informação. Nossos pais e avós diziam para não

tomar água porque queriam que nós ficássemos fortes, absorvendo tudo o que ingeríamos.

Os alimentos fazendo o trânsito intestinal com velocidade menor, mais concentrado,

com menos liquido  utilizaram o máximo de sua capacidade absortiva.

Se oferecermos alimentos a mais do que o necessário para o intestino,

suas células na obrigatoriedade de absorver mais do que seria o necessário,

se hiperplasiam (aumenta o número) e o intestino se hipertrofia

(dilata e se alarga mais) aumentando a sua capacidade absorção e de engorda

seguindo os princípios gerais da natureza para se adaptar ao meio em que vivem.

Se a pessoa está com excesso de peso terá que fazer o contrário do que nossos pais

e avós diziam. Ao ingerir água com os alimentos desencadeia aumento da

velocidade no trânsito intestinal ocasionando um menor tempo de contacto com

as células absortivas do intestino e conseqüentemente menores absorção e emagrecimento.

Este princípio é universal, tanto para operados como para não operados.

Logicamente que o resultado para operados é muito mais eficiente.

 

Como é calculada a área para absorção que cada pessoa necessita ter, se cada organismo é diferente?

 

 

Os livros de fisiologia esclarecem bem como são calculadas as áreas de absorção

do intestino delgado, dando as proporções para os mais altos, mais baixos,

mulheres e homens, visto que o intestino delgado é um tubo. As cirurgias para

obesidade são individualizadas segundo o comprimento e a largura de cada intestino e

se o intestino é preso ou é mais solto, se tem diabetes ou não, e muitos dados

do paciente relacionado a hábitos alimentares e outros. A fórmula é 2ח.r.h.3.10.20

encontrado em todos os livros de fisiologia há mais de 50 anos. Um dos livros clássicos,

que pode ser encontrado com a maioria dos estudantes de medicina e médicos,

é o Guyton & Hall, 11, 2006, folhas 812-813. O cálculo é feito considerando a área

interna de um cilindro adicionado de suas correções, sendo o número 3 equivalente

ao aumento propiciado pelas pregas de Kerkling, o número 10 corresponde à

macrovilosidades e o número 20 às microvilosidades dados em milhões de

centímetros quadrados.

Por que a pessoa emagrece operando o estômago e intestino e qual o mecanismo do prazer alimentar?

 

 

O alimento é ingerido. Na boca deve sempre ser triturado pelos dentes fragmentando-o

em pequeninos pedaços fazendo com que aumente a superfície de contacto

do alimento com as enzimas digestivas. O cérebro estimulado por

receptores do odor, do tato e de outros já envia reflexos ao aparelho digestivo

iniciando a secreção de enzimas digestivas na boca e todo o aparelho

digestivo fica em prontidão para receber seus nutrientes. O estômago secreta

o suco gástrico. O intestino delgado, o pâncreas e o fígado secretam suas

enzimas e líquidos que somados aos do estômago formam o suco digestivo.

Inicia-se o preparo do bolo alimentar. Já na boca o cérebro recebe o estímulo

de receptores sensitivos manifestando a sensação de bem estar e prazer.

Da boca o alimento é conduzido pelo canal do esôfago até o estômago.

Neste local com movimentos de contração e propulsão recebe uma grande

quantidade de sucos digestivos e finaliza o bolo alimentar. A comida ao

entrar em contacto com a parede gástrica ou pela distensão do estômago

estimula receptores, como se fossem antenas de rádio, que enviam estímulos

ao cérebro que, a seguir devolve ao estômago, dando-lhe a sensação de saciedade

e ao mesmo tempo liberando endorfinas, como uma morfina natural, dando

a sensação de prazer e bem estar expressos como saciedade. O estômago envia

o bolo alimentar pronto para ser absorvido pelo intestino delgado recebendo

então a denominação de quimo. O quimo recebe mais enzimas intestinais

deixando um meio apropriado para sua absorção pelas células intestinais.

Estas necessitam um período de tempo para absorção. Quanto mais tempo

permanecer em contacto com os nutrientes mais os absorve. Na seqüência os

enterócitos absorvem os nutrientes que passam para a corrente sanguínea que

os distribuem para todas as células suprindo as necessidades do corpo.

Ao efetuar o Bypass dos mais variados tipos uma parte do intestino delgado

continua absorvendo os nutrientes normalmente e outra parte absorve de

15% até 82% a menos do que deveria absorver.

Parte do quimo irá pelo atalho feito no intestino delgado atingindo

precocemente o intestino grosso para diminuir a absorção

de nutrientes e com isso não ganhar peso. Ao tomar água com volume suficiente

com a comida ocorre um aumento da velocidade do quimo no intestino

diminuindo o tempo de contacto com as células absortivas fazendo com que

diminua a sua absorção. Em conseqüência ocorre a perda de peso.

O excesso de peso é a forma de o corpo exteriorizar tudo que o intestino

absorveu a mais que o necessário. 

Por que melhora o diabetes e outras dislipidemias como triglicérides e colesterol que são precursoras das doenças cardio-vasculares?

 

 

 

 

 

 

 

 

A melhora do diabetes tipo II ocorre por princípios fisiológicos e endócrinos.

Relembremos a fisiologia do aparelho digestivo.

O aparelho digestivo é constituído por vários segmentos com três funções específicas.

A boca, o esôfago e o estômago são responsáveis para preparar, conduzir e aperfeiçoar o

alimento formando um bolo que passa para o intestino delgado cuja função

é absorver esse preparado hidratado com muito líquido, cuja denominação

passa a ser quimo (bolo com muitas enzimas). Do intestino delgado passa

para o intestino grosso, cuja função é absorver os líquidos e alguns eletrólitos

para que as fezes tenham um aspecto de bolo pastoso.

O pâncreas, com as células betas, produz insulina, seu mais importante hormônio

endócrino, e uma série de outros hormônios que são lançados diretamente no sangue,

para que a glicose possa ser transformada em energia. Uma série grande de secreções

do pâncreas e do fígado vão diretamente para o intestino somando-se com as secreções

do próprio intestino, para auxiliar na emulsão do bolo alimentar e facilitar a absorção.

Para que o pâncreas secrete insulina é necessária que haja glicose em concentração

suficiente para estimular receptores (como antenas de rádio) aumentando de dez a

vinte cinco vezes a produção de insulina para o metabolismo da glicose.

Recentemente constatou-se que novos hormônios potentes são secretados no ultimo

um metro do intestino delgado, em torno da válvula ileocecal (válvula entre o intestino delgado e grosso que limita a saída do quimo do intestino delgado para o intestino grosso e não permite o refluxo do intestino grosso para o delgado). Neste local existem células chamadas células “L” que secretam hormônios, denominados incretinas, que estimulam a secreção de insulina pelo pâncreas. Os carboidratos são fonte altamente energética que, por ação da insulina, são armazenados principalmente no fígado, músculo sob a forma de

glicogênio ou o excesso será armazenado sob a forma de gordura.

Mecanismo semelhante ocorre com as proteínas e gorduras.

Por que melhora a Hipertensão?

 

 

 

 

 

Melhora pelo emagrecimento. Perdendo peso por dietas ou cirurgia, o coração

efetuará menos força para impulsionar o sangue e também ocorre diminuição

da resistência capilar periférica (dos vasos) fazendo com que diminua a pressão

efetuada pela bomba do coração e com isso os níveis pressórios baixam.

Como é o pós-operatório imediato?

 

 

 

 

 

O paciente é operado no dia em que chamamos de O PO (Zero Pós-Operatório).

Pode ser operado acordado sobe anestesia peridural, raquidiana com

ou sem sedação, ou receber anestesia geral.

Pode ou não ir para UTI ( Unidade de Terapia Intensiva). Pacientes podem receber

anestesia geral. Indo para o quarto fica com apoio de fisioterapeuta e controle

da oxigenação com aparelhos. No 1° PO já levanta, recebe o banho, retira-se

a sonda vesical (bexiga) e recebe cuidados de médicos e de enfermagem.

Sonda nasogastrica é retirada em torno de 18hs do 1º PO, se defecar, e se não defecar

a sonda é retirada no 2° PO às 18hs.

Continua deambulando e recebe água mineral sem gás à temperatura

ambiente em pequenas porções. Quem não é diabético pode usar água de coco.

No 3° PO pela manhã toma chá com adoçante e gelatina diet. Continua

deambulando pelos corredores do hospital.

A alta do hospital ocorre no 4º PO em torno da 12hs, se o médico clínico concluir

que tudo está bem. Com as orientações do psicólogo, do clínico e das enfermeiras

o paciente operado ficará em um hotel ou em casa de seus familiares de 8 a 12 dias

para que possa receber no mínimo 2 atendimentos dos cirurgiões, e possa estar

apto para viajar, conforme a técnica cirurgica. 

Enfermeiras são indicadas para dar apoio ao paciente operado, tanto nos

hotéis como nas residências, custeadas a parte pelo paciente. Os pontos são

retirados com 12 dias de PO e 22 dias de PO, segundo avaliação dos cirurgiões. 

No 15°dia já é feito o primeiro exame de sangue para controle. Os demais conforme

está no Termo de Autorização Para Cirurgia. O cirurgião de obesidade atende

a tudo ligado ao seu procedimento de obesidade,  o anestesista é responsável

pelos cuidados anestesicos e o  cirurgião plástico, quando atua em casos expecíficos 

atende à cirurgia de pele, denominada cirurgia plástica corretiva não estética.

Não se trata de cirurgia plástica de fins estéticos e sim para retirar o excesso

de pele e gordura.

 

 

                                                                         O emagrecimento é variável de pessoa a pessoa e                                                                              está diretamente relacionada com a ingestão de                                                                                 água, alimentação correta, mastigação e atividade                                                                           física, conforme está no contrato e no manual de                                                                               orientação ao paciente operado.

Quanto mais água tomar mais rapidamente o alimento passará pelo tubo

digestivo não dando tempo suficiente para que os alimentos sejam absorvidos

em sua plenitude. A ingestão de doces, sucos naturais, bebidas alcoólicas são absorvidos

no duodeno e inicio do jejuno e bloqueiam o emagrecimento na semana da ingestão pela hiperabsorção calórica. O previsto para perda de peso é em média uma diminuição de 8% a 12,5% do peso total nos primeiros 30 a 45 dias. Depois de 1% a 5% mês a mês desde que siga as normas da cirurgia que foi efetuado.

Por que o mundo está ficando cada vez mais gordo?

 

 

 

 

 

 

 

Os homens primitivos necessitavam caçar e produzir os seus alimentos que

se apresentavam sob a forma bruta, dentro da terra, pendurado entre

os galhos das árvores, saltitando entre as matas ou nas profundezas dos

rios exigindo muito gasto calórico para captar aquele alimento e

transformá-lo viável para a alimentação própria e de seus descendentes.

Precisavam fazer grandes caminhadas enfrentando as intempéries do tempo,

competindo com os animais selvagens, morando em cavernas frias,

pouca roupagem e enfrentando as intempéries do meio ambiente.

Todos estes fatores e outros não citados exigiam despender muitas

calorias para aquecer o corpo nos dias frios e nas grandes atividades

físicas que efetuavam. Quando encontravam comidas ingeriam-nas

em grandes quantidades, armazenavam-nas de formas primitivas sob

a terra, em cavernas ou no topo das árvores ou faziam reservas de

energia  ingerindo grande quantidade de alimento sob a forma de gordura.

Contudo logo as gastavam pelos grandes esforços efetuados. Os homens foram 

usando a inteligência para ter mais conforto.

Faziam roupagens para proteger e aquecer o corpo, construíram casas

modernas para não sentirem frio, automóveis para não caminharem,

modernos meios de comunicação, como telefones, aparelhos com controle

remoto que exigem o mínimo de gasto energético.

Ao mesmo tempo os alimentos tornaram-se fartos nas prateleiras dos

supermercados, de fácil digestão e absorção, e alguns se dissolvendo já

na boca, e com absorção máxima já logo após a saída do estômago exigindo o

mínimo de calorias para transformar o alimento em energia.

De um lado o homem ingere muitas calorias com alimentação farta e

de fácil digestão e absorção e de outro o gasto calórico é minimizado

por não efetuar atividades físicas que propiciem seu consumo.

O diferencial de calorias ingeridas e não gastas serão acumuladas sob

a forma de gordura. Chegou a obesidade.

 

 

 

Perguntas mais frequentes 

 

 

Por que a pessoa engorda?

 

 

 

 

 

A pessoa engorda porque ingere alimentos com número de calorias em quantidade

maior do que gasta com seu metabolismo, atividades físicas e mentais.

O diferencial entre o excesso de calorias ingeridas e as calorias consumidas

será acumulado no corpo sob a forma de gordura. A caloria só será absorvida

a mais se o intestino estiver propício para tal função. Para que isso ocorra é

necessário que o quimo, que está deslizando dentro do intestino, tenha calorias

a mais do necessário para manter o consumo calórico diário, tenha área

suficiente para absorção e permaneça tempo hábil para as células intestinais

absorverem todo o seu conteúdo. Se o intestino for estreito e curto o quimo

será eliminado mais rápido e haverá menor absorção de nutrientes.

Se por algum motivo o trânsito dentro do intestino for rápido como

quando ocorre diarréia por alguma doença, algum alimento irritante

ou ingestão de muita água haverá menor absorção e conseqüente queima do

acúmulo de calorias sob a forma de gordura com emagrecimento. Por outro

lado se o intestino for muito longo e dilatado o quimo com excesso de calorias

permanecerá mais tempo em contato com as células intestinais e haverá maior

absorção com ganho de peso, caso as calorias não forem consumidas por algum

tipo de atividade física ou mental.

 

As cirurgia do Bypass em Y  Roux, propiciam melhora do diabetes por dois motivos:

 

A)  o primeiro por criar um atalho no intestino delgado fazendo que haja menor absorção

de carboidratos e também de proteínas e gorduras, pelo curto período de contato com o duodeno, jejuno e íleo proximal, fazendo com que ocorra diminuição de glicose no sangue.

 

B)  o segundo porque o quimo atinge rapidamente o ultimo um metro em torno da válvula ileocecal estimulando os receptores incretínios que estimulam o pâncreas a produzir mais insulina aumentando a metabolização da glicose.

Esta é a explicação do por que pacientes diabéticos operados tem seus níveis de glicose diminuídos logo após a cirurgia, mesmo com pouca perda de peso. A melhora das dislipidemias se faz por diminuição da absorção.

Há muitos outros fatores, muitos ainda em estudo, que interferem na melhora das dislipidemias. Quanto mais água com o alimento mais rapidamente regride o diabetes.

 

 

 

 

Operados podem fazer correções de cirurgias plásticas quando há excesso de pele?

 

 

 

Podem e devem. Os cirurgiões plásticos que por ventura forem efetuar as cirurgias

devem solicitar exames do coração e sangue antes das mesmas, tomando os mesmos

cuidados que foram feitos antes da cirurgia de obesidade ou diabetes.

Qualquer cirurgia necessita ter um teor de albumina e proteína para a boa

cicatrização dos tecidos, visto que qualquer cirurgia é uma agressão aos tecidos.

Sempre deve comunicar ao médico cirurgião de obesidade quando tiver de

efetuar qualquer cirurgia.

A pessoa operada pode engravidar e proceder como não operada?

 

 

Pode engravidar.  Mais de trezentas mulheres engravidaram, e até houve casos

de gêmeos.  A recomendação é que até o final da gestação não pode tomar

líquidos uma hora antes até duas horas depois das refeições para engordar o feto,

e ingerir as vitaminas receitadas pelo obstetra, sempre longe das refeições e com

pouca água.  A partir de duas horas após as refeições ou uma hora antes pode

ingerir líquidos a gosto.  É obrigatório comunicar  ao seu cirurgião para poder

solicitar os exames laboratoriais de rotina e avaliar o grau de minerais e

proteínas da gestante e orientar o obstetra.

 

Quando devo tomar comprimidos ou medicamentos líquidos?

 

 

 

 

Comprimidos ou medicamentos líquidos devem ser tomados sempre uma hora

antes das refeições ou duas horas depois com 1/3 de copo de água. Se tomados

junto com as refeições ou com muito líquido perderiam parcial ou total seu efeito

porque seriam eliminados rapidamente não dando tempo hábil para que agissem.

Quando for ao seu médico para consulta sempre deve explicar como funciona a

cirurgia que foi efetuda, apresentando-lhe os resultados dos exames complementares

pós-operatórios, principalmente apresentando o desenho da cirurgia e

preferencialmente mostrando o manual do paciente operado.

 

Como proceder se for ao restaurante com a família e se todos tivessem diarréia e vômito?

 

 

Deve ir normalmente ao médico que irá medicá-los com soro oral, medicamentos

para diarréia, vômitos e dieta. Observe que você que se submeteu à cirurgia é

diferente dos não operados quanto ao soro e a hora de ingerir os medicamentos.

O soro deve seguir a norma de operados que apresentam mais de 4 evacuações

por dia.

Relembrando: Medicamentos devem ser ingeridos uma hora antes das

refeições ou duas horas depois, e o soro deve ingerir de ½ em 1/2 copo de 20 em

20 minutos, sempre obedecendo a regra de tomar sempre uma hora antes ou

duas horas após as refeições. Não esquecendo que a água faz perder peso porque

aumenta a velocidade do quimo no intestino delgado. Quando está com diarréia

o trânsito intestinal já está rápido e a ingestão de mais água aumentaria ainda

mais a velocidade do trânsito intestinal e iria piorar a diarréia. Não daria tempo

hábil para que os medicamentos agissem piorando ainda mais a diarréia.

Quando almoçar e jantar tomando mais ou menos água?

 

 

 

 

 

 

 

 

A regra geral para perder peso é tomar água com as refeições, seguindo a

mesma orientação que é dada para pessoas que tem o intestino preso.

Evacuações em número menores que 2 vezes ao dia, deve tomar mais água

durante as refeições e se estiver com as fezes mais líquidas deve evitar a ingestão

de liquidos uma hora antes das refeições até duas horas após, visto que a velocidade 

do trânsito intestinal que já está maior do que deveria estar ficaria maior ainda com mais líquidos.

Este deve ser ingerido de ½ em ½ copo de 20 em 20 minutos, que é o tempo suficiente para o intestino absorver o primeiro ½ copo para depois iniciar a absorção dos outros ½ copos. Alimentos como banana prata e queijo branco ingeridos sem líquidos auxiliam a diminuir a velocidade do trânsito intestinal.

As pessoas que ingerem algum alimento que desencadeie

diarréia devem suspender a água, seguindo os princípios de quem tem mais de

4 evacuações ao dia e ingerir banana prata não muito madura e comer queijo

branco para melhorar a diarréia.

Se não melhorar em 12 horas necessita consultar o médico e tomar medicamentos

para diminuir a diarréia. A não ingestão de água ou liquido junto com a refeição por um periodo superior a 4 meses é obrigatório ter ganho de peso. Se isso ocorrer contactar imediatamente seu cirurgião por que pode haver algo errado, como erro alimentar, aderências ou bridas.

LEIS PARA O SUCESSO DO EMAGRECIMENTO

 

1ª lei:

 

Doces, sucos naturais e bebidas alcoólicas são absorvidos mais rapidamente no jejuno proximal, tomar água logo a seguir para diminuir sua absorção. Balas e líquidos com açúcares ou similares sempre fazem ganhar peso, porque são facilmente absorvidos.

 

2ª lei:

 

Comer corretamente, isto é, verduras e legumes primeiro para depois comer os demais alimentos que propiciam maior gasto calórico para sua metabolização. Obrigatoriamente devem ser ingeridos primeiro, porque as células intestinais estão ávidas por nutrientes quando se está com fome.

Quando ingeridas primeiro sua absorção é maior. Elas contem vitaminas e sais minerais

indispensáveis para o equilíbrio orgânico.

 

3ª lei:

 

Mastigar bem os alimentos. Como as pessoas normalmente esquecem-se de mastigar os alimentos, nós recomendamos cortá-los entre as pernas do garfo, como se fossem batata palha. A seguir espetar novamente aquelas tiras e cortá-la novamente entre as perninhas do garfo, transformando-os em pequenos cubinhos, para depois colocá-los todo na boca e mastigar bem, facilitando assim a digestão e absorção.

Quem não obedecer esta regra estará sujeito a receber cinco incoveniencias: fezes fétidas, aumento do ruído no intestino lembrando quando temos fome, gazes com mau odor    , apelidados de “ninjas” (isso ocorre porque os alimentos, principalmente carne, peixe e camarão não são corretamente emulsionados no intestino delgado e passam inteiros para o intestino grosso sofrendo putrefação), queda de cabelo (por não absorve micronutrientes em quantidade ideal para os folículos pilosos), acnes (por não absorver corretamente o zinco (como consequência pode ocorrer diminuição da imunidade) e o bezoar(“enrosco”) no by-pass gástrico (a passagem no trajeto normal  é mais estreita e pode entalar

os alimentos muito volumosos).

18

O que fazer, estando no Brasil ou no exterior, se ocorrer dor súbita no abdômen?

 

 

 

 

 

 

 

Deve procurar o hospital mais próximo, esclarecendo ao médico do atendimento

que foi operado pela cirurgia expecifica, preferencialmente levando o desenho

da cirurgia e tudo o que o médico desejar saber e levando o manual do

paciente operado. Imediatamente deve comunicar ao médico cirurgião bariátrico

ou equipe para explicar diretamente ao médico atendente detalhes da cirurgia,

ou enviar relatório, visto que muitos médicos não têm noção de cirurgias de obesidade

e necessitam orientação sobre dados técnicos. O ideal é dirigir-se imediatamente ao hospital onde foi operado no qual geralmente existe equipe treinada para qualquer

atendimento de emergência independente de dia ou horário.